MTB

Shimano XTR lança grupo de 12 velocidades

Mai 25, 2018

O novo sistema de transmissão de mountain bike XTR M9100 da Shimano oferece a mais ampla gama de cassetes do mercado, com uma enorme distribuição de 10-51T - um dente a mais do que o cassete XX1 Eagle da SRAM. Junto com essa tremenda transmissão de 12 marchas, o novo XTR possui um novo padrão de hélice livre, três novos tipos de câmbios traseiros com polias maiores, de 13 dentes e alavancas de câmbio atualizadas.

Primeiro, um olhar mais atento às opções de engrenagem. Este grupo é a primeira entrada da Shimano no mundo dos conjuntos traseiros de 12 velocidades, e para fazer o movimento, desenvolveu o freehub da Micro-Spline, que acomoda uma engrenagem de 10 dentes no cassete. Com esta nova capacidade, a Shimano oferece quatro opções diferentes de transmissão para o M9100:

 

1. Opção 1 × 12vel com a cassete 10-51T de gama alargada.

2. Configuração 1 × 12 com o que a Shimano chama de cassete Rhythm Step 10-45T.

3. Transmissão com coroas duplas com a mesma cassete 10-45T

4. Finalmente, para aqueles que não estão prontos para rodar em uma engrenagem de 12 velocidades, uma opção 1 × 11 leve com o cassete 10-45T.

HIPERGLIDE+

Sendo utilizada desde 1988, tecnologia Hiperglide é uma velha conhecida do público. Com ela, o desenho dos chanfros da corrente e do cassete facilitam a troca de marcha. Agora, com o Hiperglide+, a gigante japonesa da um passo adiante neste quesito.

Segundo a marca, agora as trocas de marcha acontecem em 1/3 do tempo se comparado com antes, reduzindo drasticamente o tempo que o ciclista precisa reduzir a potência da pedalada.

Além de possuir um quick-link, a nova corrente tem um desenho diferenciado que, combinado com o novo desenho dos dentes da coroa, melhoram a retenção do sistema e desempenho das trocas de marcha.

Todos os novos cassetes apresentam rampas de mudança atualizadas que a Shimano chama de Hyperglide +. É difícil imaginar como isso poderia tornar sua mudança de ação mais suave, mas diz que os clusters reprojetados são mais rápidos e mais suaves nos turnos de subida e descida das marchas.

CASSETES

Uma das maiores novidades do novo grupo é seu cassete exclusivo com uma relação de 10-51, que tem mais amplitude do que o 10-50 do seu concorrente norte-americana SRAM. Além disso, o novo grupo ainda poderá usar um cassete 10-45, ambos com 12 velocidades.

A Shimano apresentou também um novo cassete de 11 velocidades com a mesma construção dos de 12, para uso com a versão do câmbio traseiro de cage curto - uma opção interessante para pilotos de enduro que correm mais riscos de quebra com um câmbio de cage longo.

Seja qual for o caso, os novos cassetes são construídos sobre uma aranha inteiriça de alumínio, sendo os pinhões pequenos feitos de aço, os médios de titânio e os grandes de alumínio.

.

A Shimano também atualizou seus pedivelas para torná-los mais leves e rígidas. O design Hollowtech II oferece duas opções de fator-Q (162 mm e 168 mm) e está disponível em uma opção de coroa simples de montagem direta ou em coroa dupla 38/28T. Esses duas coroas também podem ser trocadas por uma configuração de coroa única. Os tamanhos de coroas simples disponíveis são 30, 32, 34, 36 e 38 dentes. Caso você esteja se perguntando, a Shimano finalmente acabou com uma opção de três coroas para o pedivela saiba que ainda existe na opção FC-M9020-3, caso você ainda queira um equipamento que caiu praticamente em desuso.

Para combinar com estas diferentes configurações de transmissão, a Shimano trás três novos câmbios traseiros XTR que apresentam polias maiores com 13 dentes, assim como o design Shadow RD + que mantém o câmbio fora de perigo se você o colocar para baixo.

1. A RD-M9100-SGS é a opção de braço longo que funciona com cassetes 10-51T e 10-45T.

2. O RD-M9100-GS é a opção de braço curto que funciona com cassetes 10-45T e 10-45T de 12 e de 11 velocidades.

3. O RD-M9120-GS é projetado para o sistema de transmissão de coroa dupla com o cassete 10-45T de 12 velocidades.

Além das engrenagens, correntes e desviadores, a Shimano atualizou os passadores XTR para reduzir a força de deslocamento em 35% e oferece mais versatilidade na montagem das alavancas no guidão. Nessa linha, o novo SL-MT800-IL é a primeira opção da Shimano em uma alavanca, que, segundo ela, será acoplada com mais naturalidade ao seu cockpit. Os freios a disco hidráulicos de dois e quatro pistões também foram ajustados para melhorar a rigidez da alavanca e oferecem mais espaço de fixação na barra de mudanças. Haverá também um novo pedal M9120 nesta linha XTR, que proporcionará uma plataforma mais ampla para a pratica do mountain bike em alto nível.

 

confira mais abaixo um vídeo de apresentação do novo grupo XTR da conceituada marca shimano.