Milão - Sanremo, o 1º Monumento do ciclismo acontece amanhã, 20 de março

Março 19, 2021
Milão - Sanremo, o 1º Monumento do ciclismo acontece amanhã, 20 de março Foto: Getty Images

É já este sábado, 20 de março, que se realiza a icónica corrida Milão – Sanremo, o 1.º ‘Monumento’ de ciclismo da temporada, e os fãs da modalidade vão poder acompanhar toda a ação ao vivo no Eurosport ao longo de 4:30h recheadas de muita emoção.

Conhecida como a ‘Classica da Primavera’, a Milão – Sanremo é uma prova de apenas um dia ligando as duas cidades italianas ao longo de quilómetros e uma das mais importantes clássicas do calendário. É conhecida igualmente por ‘Clássica da Primavera’, ‘Classicissima’ ou ‘Clássica das Clássicas’. Os ciclistas deixam o frio do Norte, em Milão, rumo a Sul, para a famosa cidade situada na costa da Ligúria, que acolhe o festival da canção italiana. Pelo caminho, o pelotão encontra zonas de ascensão decisivas como Cipressa ou o Poggio di Sanremo.

Nesta edição 112, a Milão – Sanremo volta ao seu percurso tradicional depois de no ano passado ter sido alterado devido às restrições impostas por algumas das autoridades locais das cidades costeiras por onde o pelotão tinha previsto passar. A partida ocorre em Milão rumo a Sanremo, onde está situada a meta, depois de 299 quilómetros. A única exceção no percurso é a não passagem pelo Passo del Turchino, que estava contemplado no trajeto inicial, após um deslizamento de terra de última hora ter impedido as autoridades de completarem os trabalhos de reparação a tempo. Assim, os ciclistas terão de atravessar o Colle di Giovo situado sensivelmente a 170 quilómetros da linha de chegada. Depois, o pelotão desce desde a Via Aurelia até Albisola para completar os remanescentes 112 quilómetros, desta vez sim, pelo habitual e clássico percurso da prova em direção a Cipressa (5,6 quilómetros de distância e uma inclinação média de 4,1%) e a Poggio di Sanremo (3,7 quilómetros e uma inclinação média de 4% e nalguns setores de 8%).

Ambas subidas marcarão a estratégia de ciclistas e equipas para o que se supõe ser um final decidido ao ‘sprint’. A última, Poggio di Sanremo, fica a apenas 9 quilómetros da meta e pode ser decisiva nas contas do pódio final. Nos últimos anos registaram-se triunfos de Wout van Aert (2020), Julian Alaphilippe (2019), Vicenzo Nibali (2018) ou Michal Kwiatkowski (2017).

O 1.º ‘Monumento’ da época conta, como não podia deixar de ser, com a presença das principais figuras do pelotão internacional. Há 19 equipas do UCI WorldTeams e outras 6 do UCI ProTeams, entre elas as italianas Androni e Bardiani.

Wout van Aert (Jumbo Visma), vencedor da Milão - Sanremo 2020, parte como um dos grandes favoritos para tornar a cortar a meta em primeiro lugar. Julian Alaphilippe (Quick – Step) vencedor da corrida italiana em 2019 e 2.º classificado em 2020, marca presença de novo nesta clássica com a ambição de triunfar. Mathieu van der Poel, uma das grandes estrelas em ascensão e que no ano passado conquistou a Volta a Flandres, é também tido como um dos favoritos ao triunfo final. Peter Sagan, Greg van Avermaet, Vicenzo Nibali, Fernando Gaviria ou Andre Greipel são outras das grandes estrelas do ciclismo mundial que participam na 112.ª edição da Milão – Sanremo. Nélson Oliviera, (Team Movistar) é o único ciclista português na lista pré-inscritos da competição.

Quem vencerá a Milão – Sanremo 2021? A resposta é dada este sábado, 20 de março, e pode ver tudo em direto no Eurosport 1, a partir das 11:45h, numa emissão que promete muita ação.