Por que andar de bicicleta produz dependência

Outubro 27, 2018

Existem milhares de artigos que lembram as vantagens, especialmente para a sua saúde, de andar de bicicleta. É verdade, elas são intermináveis, seja para o seu humor, para a sua auto-estima, para as suas relações pessoais ou mesmo para o ambiente. Isso já está comprovado. O que queremos é explicar por que a bike produz uma espécie de vício.

Se você pratica ciclismo de estrada, Mountain bike ou triathlon, saberá que as duas rodas se encaixam. Depois de testar a bicicleta, você percebe que é algo que contribui muito e dá a você a possibilidade de se sentir livre e confiante consigo mesmo, mas não é só por praticar esporte, mas também para alcançar locais inesperados.

Insistimos, a bicicleta aumenta sua autoconfiança e seu desempenho em todos os campos da sua vida, traz bem-estar e o praticante se livra da raiva, estresse, ansiedade ou qualquer tensão. Mas não é tudo isso que te prende à bicicleta. Existem duas teorias sobre o vício em bicicletas, e ambas são válidas e interdependentes.

A psicologia social analisa o comportamento do indivíduo em um ambiente social e analisou esse comportamento para elucidar as razões pelas quais a bicicleta causa dependência. Seu principal argumento refere-se a razões de evasão ou distração, ou seja, com a bicicleta você fica fora de sua rotina, leva você a lugares diferentes, você escapa e se liberta.

Mas há uma teoria mais quantitativa e vem da medicina fisiológica. Alguns estudos monitoraram o ciclista para tentar medir o que acontece em seu corpo quando ele pega sua bicicleta. Nos laboratórios foi criada uma rotina em que um ciclista anda de bicicleta por uma semana consecutiva, dia após dia, e o compararam durante uma semana com uma pessoa em repouso. As grandes diferenças estão no funcionamento da glândula pituitária, que funciona muito mais vezes no ciclista. A glândula pituitária é responsável pela produção de endorfinas. O que as endorfinas fazem em nosso corpo? Bem, eles são responsáveis ​​por gerar estado de bem-estar e até euforia. Ou seja, em resumo, são responsáveis ​​pelo seu estado de felicidade. Parece romântico, mas é ciência: a bicicleta lhe traz felicidade.

Qualquer vício pode se tornar contraproducente. Existe a verdadeira virtude, em saber como alcançar o ponto de equilíbrio no ciclismo, e isso é uma parte fundamental de sua felicidade, não afetando outras tarefas de sua vida que também lhe trazem felicidade.